Desporto

Águas onde se vão disputar Jogos Olímpicos estão repletas de vírus e bactérias, revela estudo

2015-08-01 07:20:09 (UTC+01:00)

No próximo ano, o Rio de Janeiro prepara-se para ser anfitrião de mais uma edição dos Jogos Olímpicos.

MAPUTO - No entanto, testes a vários canais aquáticos da “Cidade Maravilhosa” mostram níveis de poluição e contaminação tão altos que um novo estudo qualifica as águas de “puro esgoto aberto”.

Depois de ter recebido o Campeonato do Mundo de 2014, prova organizada pela FIFA, o Brasil prepara-se para receber milhares de atletas e milhões de turistas para os Jogos Olímpicos de 2016.

A um ano de receber a maior prova desportiva de todos os tempos, uma investigação da Associated Press revelou que as águas onde vão competir nadadores, remadores ou canoístas estão tão poluídas e contaminadas com fezes humanas, que existe um risco alarmante de os atletas ficarem doentes e sem condições para poderem competir.

Foram realizados testes à qualidade das águas da Marina da Glória, na Baía Guanabara, praia de Copacabana e Lago Rodrigo de Freitas e os resultados demonstraram níveis extremamente altos de vírus e bactérias, nos locais onde se vão disputar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos do próximo ano.

Estes níveis altos de poluição têm alarmado os especialistas internacionais e os próprios atletas, que, depois de treinarem nestas águas, sentiram sintomas de doença, onde se incluem febres altas, vómitos e diarreia.[OD]