Desporto

Dragões passearam a sua classe em Haifa

2015-11-05 13:37:43 (UTC+00:00)

Numa partida de sentido único, os Dragões passearam a sua classe em Haifa, vencendo o Maccabi Telavive por 3-1.

Um resultado que só não assumiu contornos de goleada porque, os comandados de Lopetegui foram bastante perdulários na hora de visar a baliza israelita.

MAPUTO- Desde os minutos iniciais o FC Porto "assaltou" o meio campo dos israelitas, com o objectivo de resolver as coisas nos instantes iniciais.

Sem Yacine Brahimi para fazer os habituais desequilíbrios, o técnico portista, contra todas as espectativas que apontavam Corona como provável substituto do argelino, promoveu Evandro a titularidade. O brasileiro não decepcionou, mas coube ao homem box to box, André André carregar o Dragão para uma exibição notável.

André assistiu Tello para este mesmo com um mau domínio, foi mais lesto que o guarda-redes sérvio do Maccabi e a saída deste tocou a bola para o fundo da baliza, era o primeiro dos azuis e brancos.

Golo que espevitou a equipa as ordens de Lopetegui , mas antes do golo apontado pelo catalão, o camaronês Aboubakar o mais irrequieto havia desperdiçado de forma clamorosa uma ocasião atirando para o ferro com a baliza completamente deserta.

O intervalo chegou com a vantagem mínima mas com a promessa de que a segunda parte traria com ela mais golos, e isso ficou mais claro logo de início quando André ameaçou logo no instantes iniciais da etapa complementar.

Mas o golo não tardou em aparecer numa jogada espetacular do ataque portista, Maxi Pereira passou no meio de dois contrários e com ponta pé e medida fez um cruzamento para André André aponta de lança marcar de cabeça.

A ofensiva dos Dragões continuava e Tello voltou a fazer das suas e descobriu na entrada da grande área o mexicano Layun que com um toque tirou um adversário do caminho e depois atirou colocado, era o terceiro dos azuis da cidade invicta.

Ainda pelo meio o camaronês Aboubakar voltou a desperdiçar, atirando novamente com estrondo para o ferro da baliza israelita. Casillas que era um mero espectador quis dar nas vistas da pior maneira, oferecendo um golo ao Maccabi, mas tratou de resolver a situação defendendo o remate.

Mas os israelitas acabaram por chegar ao golo numa autêntica oferta do árbitro que assinalou uma grande penalidade inexistente.

Golo que não beliscou a exibição da equipa de Lopetegui, que teve uma noite tranquila em Haifa, e com esta vitória lidera o grupo com 10 pontos mais três que o Chelsea e está a um (1) de carimbar o passaporte para a fase seguinte da Liga milionária. [FM]