Desporto

“Enteados de Mabjaia” em greve na Turquia

2015-08-14 17:44:25 (UTC+01:00)

A selecção nacional de basquetebol sénior masculina, que se encontra neste momento na Turquia, não treina desde domingo último. Os jogadores contestam o incumprimento do pagamento do perdiem e a falta de sapatilhas.

MAPUTO-A para já crispada relação entre Francisco Mabjaia, presidente da Federação Moçambicana de Basquetebol (FMB) e a selecção nacional sénior masculina, essa que sempre se baseou na troca de acusações pouco abonatórias para ambas partes, não poderia ter ido mais longe na Turquia. País onde a equipa cumpre a segunda e derradeira fase de preparação para o Afrobasket-2015 da Tunísia.

Segundo o portal Confidencial os jogadores da selecção não treinam desde domingo, dia em que decidiram boicotar as sessões de preparação para o Africano da Tunísia como forma de reivindicar a falta de pagamento do perdiem de 40 dólares norte-americanos à FMB.

Por outro lado, compreendem os grevistas que é não treinando que, talvez, a direcção de Francisco Mabjaia se sentirá pressionada a ceder o equipamento desportivo composto por fatos de treino, de passeio e sapatilhas. Ou seja, algo que lhes possa dignificar como integrantes de uma selecção nacional e que retire o rótulo de conjunto amador onde cada um enverga o que trouxe de casa como tem acontecido naquele país europeu.

“Sempre fomos os enteados de Mabjaia”, referenciou um dos atletas citado pelo site Confidencial que confirmou a existência da greve. “Houve problemas na Espanha que não queríamos que se repetissem aqui na Turquia. Desde que aterrámos a 05 de Agosto ainda não vimos a cor dos 40 dólares norte-americanos diários. Treinámos durante quatro dias até que no domingo decidimos paralisar as sessões”, revelou.

“Cada um de nós recorre ao ginásio para manter a forma. Não estamos a treinar desde domingo e só voltaremos à quadra no dia em que deixaremos de ser enteados. Basta!”, desabafou um outro jogador da selecção, também citado pelo mesmo portal . [FM]