Desporto

“Não estava à espera” Luís Gonçalves

2021-04-01 08:29:55 (UTC+01:00)

Luís Gonçalves, mostrou-se surpreendido com o facto de a Federação Moçambicana de Futebol lhe ter comunicado que prescindia dos seus serviços, um dia depois da partida, com Cabo Verde, a contar para a última jornada da fase de qualificação para o CAN>

MAPUTO- Em declarações distribuídas pela sua assessoria de imprensa, Luís Gonçalves mostrou-se surpreendido com a decisão da Direcção de Feizal Sidat, depois do jogo desta terça-feira em que os Mambas podiam ter ganho a partida.

“Não estava à espera depois de um jogo em que criámos oportunidades e em que podíamos ter garantido o acesso ao CAN. Não tinha só esse objectivo mas também o apuramento para o Mundial do Qatar. Acredito no projecto em que lancei vários jovens, como o Geny Catamo, Kamo-Kamo e o Maestro, entre outros, perante muitas adversidades, como o facto de o Moçambola estar parado, e de, nesta dupla jornada, não ter podido contar com vários jogadores, devido à lei do confinamento”, referiu o experiente treinador.

O técnico explicou que a surpresa é maior, uma vez que não assumia apenas funções como seleccionador: “Tinha uma área de intervenção abrangente, como a responsabilidade pelo desenvolvimento do futebol moçambicano. Saio de consciência tranquila e foi uma honra ter representado a selecção do país onde nasci”.

Luís Gonçalves assumiu o comando dos Mambas a 18 de Agosto de 2019, antes foi treinador adjunto de Abel Xavier de 1 de Julho de 2016 a 30 de Setembro de 2018. Como timoneiro dos Mambas já disputou 9 jogos oficiais, tendo registado o saldo de três vitórias, um empate e quatro derrotas.