Desporto

Zabula arrependido pela cabeçada dada ao árbitro

2015-07-17 15:11:27 (UTC+01:00)

O defesa central do Clube de Desportos da Maxaquene, Artur Zabula mostrou arrependimento pela cabeçada dada ao árbitro António Júlio Munguambe que dirigiu o jogo com o Ferroviário de Nacala, para a 14ª jornada do Moçambola.

Mais do que arrepender-se, o jogador retratou-se publicamente: “peço desculpas a todos, primeiro ao árbitro e à sua família. E mais, peço igualmente desculpas aos sócios e simpatizantes do Maxaquene ainda a todos os desportistas. Agi de cabeça quente”- disse Zabula, em conferência de imprensa.

A Liga Moçambicana de Futebol ainda não se pronunciou sobre o caso. O Maxaquene já se antecipou, enviando uma carta ao órgão reitor do futebol, na qual repudia a actuação dos árbitros do Moçambola.

Outras duas cartas foram endereçadas à federação Moçambicana de Futebol e à Comissão Nacional de árbitros de Futebol – CNAF. Os tricolores denunciam incongruência no teor do relatório lavrado pelo juiz.

O presidente dos tricolores, Ernesto Júnior, repudia o que aconteceu em Nacala, mas também exige uma medida exemplar ao árbitro António Munguambe.

Recorde-se que o jogo entre o Ferroviário de Nacala e o Maxaquene não chegou ao fim, na sequência das escaramuças que se seguiram ao polémico golo de Marufo. Zabula agrediu o árbitro, seguindo-se uma chuva de pedras.