Internacional

Angola: Procuradores de África discutem caça furtiva

2015-09-03 16:22:02 (UTC+01:00)

O índice da caça furtiva tem ganho território nos últimos tempos facto que preocupa as autoridades de africanas com maior destaque para os países da África Austral.

MAPUTO- Por via disso a província angolana Cuando Cubango, acolhe a Conferência Internacional de Procuradores de África sobre Caça Furtiva, visto que nos últimos anos o "drama" do abate indiscriminado de elefantes, rinocerontes, hipopótamos e búfalos, tem se notabilizado segundo dizem as autoridades.

Fazem parte da conferência procuradores membros da Associação de Procuradores de África (APA), nomeadamente de Angola, Moçambique, África do Sul, Namíbia, Tanzânia, Zimbabwe, República Democrática do Congo, Zâmbia, Guiné-Conacri, Lesotho e Camarões.

Na abertura da conferência, quarta-feira, o governador do Cuando Cubango Higino Carneiro, defendeu a criação de condições para um maior controlo dos recursos da fauna angolana, a começar pela implantação de destacamentos fiscais e a sua formação contínua.

Problemática, estratégias e legislação referente à caça furtiva, bem como o estudo de casos das áreas de conservação fronteiriça são os temas que estão a ser debatidos na conferência.[RM]