Internacional

Arquivado processo contra Julius Malema

2015-08-05 05:34:27 (UTC+01:00)

A justiça sul-africana arquivou ontem, o caso de corrupção contra o opositor Julius Malema, líder de um partido de esquerda radical, porque este tinha esperado tempo demais para o julgamento.

"No momento o caso está encerrado e você está livre", afirmou o juiz Billy Mothle a Malema num tribunal de Polokwane (norte).

"Desde 2012, os acusados esperam ser julgados. É um prazo muito longo para qualquer acusado e não quero prolongar o seu suplício", explicou o magistrado.

Malema era acusado há três anos de ter enriquecido com uma licitação pública de cerca de 52 milhões de randes para a manutenção de estradas na província de Limpopo, norte da África do Sul.

O julgamento, que foi adiado por vários meses, voltou a ser postergado na segunda-feira após a hospitalização de um dos acusados.

"O juiz diz que estou livre, estou aqui diante de todos vós…, um homem inocente, sem nenhuma sentença sobre a cabeça", disse o líder do partido Combatentes da Liberdade Económica (EFF, sigla em inglês) à saída do tribunal, alegando que as acusações eram tentativa de silenciá-lo.

"Se querem abrir outro processo, que façam, não tenho medo", disse, completando: "Sei que encontrarão outra coisa porque são uns cães", completou, em referência ao ANC.

Malema foi expulso em 2012 por indisciplina do Congresso Nacional Africano (ANC), no poder, e fundou o EFF, que em 2014 conquistou 25 cadeiras nas eleições legislativas. [FM]