Internacional

Boko Haram mata quatro soldados chadianos

2019-12-03 06:24:28 (UTC+00:00)

Pelo menos quatro soldados chadianos foram ontem mortos por alegados membros do grupo jihadista Boko Haram junto a um posto militar próximo do lago Chade, de acordo com fontes locais citadas pelas agências internacionais.

"Matámos 13 membros do Boko Haram e lamentamos a morte de quatro soldados", refere uma fonte militar, citada pela agência France-Presse, que acrescentou que outros três soldados ficaram feridos na ofensiva que ocorreu por volta das 1:00 locais.

O governador da região do Lago Chade, Nouki Charfadine, confirmou os números. "Estabelecemos este posto militar entre as aldeias de Ngouboua e a Bagassoula depois do rapto" de um médico, uma enfermeira e seu condutor em 31 de outubro.
Em novembro, cinco civis locais foram também mortos.

O grupo Boko Haram tem vários campos de treino em várias zonas na região do lago Chade, que é um ponto comum nas fronteiras entre Nigéria, Níger, Camarões e Chade.

O grupo Boko Haram foi criado em 2002 no nordeste da Nigéria por Mohameh Yusuf, após o abandono do norte do país pelas autoridades.

Inicialmente, os seus ataques eram dirigidos à polícia nigeriana, uma vez que representava o Estado, mas desde a morte de Yusuf, em 2009, o grupo passou a ter uma abordagem mais radical.

Desde então, o Boko Haram matou mais de 20.000 pessoas e as suas ofensivas provocaram aproximadamente dois milhões de deslocados, de acordo com as Nações Unidas.