Internacional

Burundi: líder da oposição eleito vice-presidente do parlamento

2015-07-31 04:07:18 (UTC+01:00)

O principal líder da oposição burundesa, Agathon Rwasa, foi ontem eleito primeiro vice-presidente da Assembleia Nacional saída das controversas eleições legislativas de 29 de Junho último.

Nyabenda Pascal, presidente do CNDD-FDD, partido no poder, foi nomeado, por sua vez, presidente. Qual é o jogo de Agathon Rwasa? Pergunta-se, segundo a “Jeune Afrique” (JA), nos meios políticos do Burundi. Ontem ele criticou as eleições e contestou os seus resultados, mas ei-lo no poleiro (ou quase) da Assembleia Nacional.

O principal opositor burundês foi de facto eleito o primeiro vice-presidente da Câmara Baixa do Parlamento, com 108 de 112 votos.

Na véspera da nomeação dos membros da direcção da Assembleia Nacional, Rwasa, explicara à JA a sua decisão de ocupar a sua cadeira no Parlamento: "A Assembleia continua a ser uma instituição dedicada aos cidadãos. Estes devem ser representados, não podemos decepcioná-los. "

Do lado da União para o Progresso Nacional (UPRONA, de Charles Nditije, partido não reconhecido pelo poder, mas principal aliado de Rwasa nas recentes eleições, as palavras deste não são muito claras.

"Gostaríamos que a decisão tivesse sido concertada no seio da Coligação da Oposição dos Independentes da Esperança que é conduzida pelos nossos dois líderes (Nditije e Rwasa) ", disse, à JA, Evariste Ngayimpenda, vice-presidente de UPRONA-Nditije.

"O inconveniente não é o facto de ele ter sido eleito primeiro vice-presidente da Assembleia Nacional, mas ter concordado em participar nas instituições sem a harmonização de posições."

Mas essas "diferenças" não são suficientes para romper a aliança com Rwasa, aos olhos de Ngayimpenda. "Acreditamos que estamos ainda na mesma coligação ", diz ele.

Por enquanto, a UPRONA-Nditije se recusa a participar das instituições resultantes das últimas eleições no Burundi. [FM]