Internacional

CMA assina hoje acordo de paz no Mali

2015-06-20 08:16:47 (UTC+01:00)

Hoje, 20 de Junho, deve ter lugar em Bamako a assinatura do acordo de paz no Mali pela CMA, a Coordenação dos Movimentos de Azawad, que reúne vários grupos armados no norte.

A assinatura do acordo de paz pelo CMA é o culminar de um longo processo de negociações. Em 15 de Maio último um acordo de paz foi finalmente assinado pelo Governo, grupos pró-Bamako e mediação internacional.

O CMA, dizia aceitar o texto, mas se recusou subscreve-lo, considerando que ele não garantia autonomia suficiente à Azawad, nome que o grupo dá às regiões do norte do Mali, habitadas predominantemente por tuaregues.

Mas depois de mais uma negociação em 5 de Junho corrente na Argélia e da adopção de um documento adicional, um “acto de segurança para a cessação das hostilidades”, o CMA comprometeu-se a assinar o acordo de paz.

Um outro ponto que punha dúvidas sobre a assinatura do acordo foi apenas eliminado na noite de quinta-feira.

A 17 de Abril último, em violação do cessar-fogo, a Gatia, uma milícia da plataforma pró-Bamako, apoderou-se de Menaka, uma cidade do nordeste até então sob o controlo do CMA.

O documento de 5 de Junho previa a retirada da milícia em 72 horas, mas apenas quinta-feira à noite a mediação conseguiu convencer a milícia a deixar Menaka.

Pierre Buyoya, representando a União Africana para o Mali, reconhece que a comunidade internacional tem um papel importante para fazer cumprir o acordo de paz, mas ressalvou a importância do compromisso de todas as partes do Mali.

“A comunidade internacional tem um papel importante para ajudar, apoiar, fazer pressão, mas não dizemos que a comunidade internacional pode fazer a paz no Mali sem a vontade dos malianos”, disse Buyoya, antigo Presidente do Burundi. [FM]