Internacional

Cocaína avaliada em 720 milhões de Rand apreendida no navio em Porto Elizabeth

2019-01-09 06:03:53 (UTC+00:00)

O Departamento de Crimes Prioritários (Hawks) disse, na noite de ontem, na terça-feira, que apreendeu cocaína vinda do Brasil com um valor de mercado de 720 milhões de Rand (1 Rand = 4,43 meticais), no estaleiro do Porto Elizabeth.

A embalagem disfarçada foi feita no porto de Ngqura , Coega, num total de 706 kg do “medicamento” embalado em sacos de um quilo.

A operação ocorreu durante um período de 12 dias e a cocaína foi apreendida na segunda-feira.


Em uma entrevista à imprensa na terça-feira em Struandale , o chefe nacional dos falcões, o defensor Godfrey Lebeya disse que o valor da cocaína poderia ter construído uma vila inteira.


Lebeya disse que a cocaína estava escondida no piso inferior do navio sob mais de 3.369 contentores em um navio de 30 níveis.

“Os bandidos estavam determinados a garantir que ninguém detectasse isso. Isso foi projectado para evitar a detecção ”, disse, citado pela agência de notícias, ANA.

Lebeya disse que a carga foi carregada no navio no Brasil. Ele deveria atracar em Singapura antes de chegar ao seu destino final na Índia.

A operação foi realizada pelos Hawks com a ajuda da Interpol, tanto local como internacionalmente.

Outros actores incluíram SAPS, inteligência criminal, polícia de fronteira, alfândega , Gestão de Portos Coega , Registos Criminais e a Unidade Darkwater Ops K9.


Como o alegado crime envolveu mais de um país, ele se enquadra no crime organizado transnacional. Lebeya disse que as investigações continuam para apurar os verdadeiros mandantes e receptores da mercadoria no Brasil, na Índia e em Singapura.

Ele disse que o navio em si não foi apreendido depois que os investigadores ficaram "satisfeitos com o facto de a empresa transportadora da commodity não estar envolvida".

Até então, nenhuma prisão foi feita.[CC]