Internacional

Comissão Sul-africana dos Direitos Humanos analisa queixas contra rei Zulu

2015-05-23 10:07:59 (UTC+01:00)

As queixas contra o rei zulu, Goodwill Zwelithini, acusado de ter pronunciado em Março último um discurso xenófobo, estão a ser estudadas, confirmaram na quinta-feira, os seus conselheiros.

Segundo a Pana, membros da Comissão Sul-africana dos Direitos Humanos reuniram-se na terça-feira, com os conselheiros de Zwelithini, na cidade de Durban, para discutir sobre as queixas ligadas ao discurso do rei zulu.

O chefe da equipa de conselheiros, Jerome Ngwenya, precisou que a reunião foi a primeira oficial da Comissão.

O monarca zulu está sob uma forte pressão por ter fomentado uma manifestação contra imigrantes depois de citado como tendo considerado os estrangeiros de "piolhos" e que deviam "fazer as malas e regressar à casa (seus países) ".

No entanto, Zwelithini afirma ter sido mal compreendido pela Imprensa.

A onda de violência xenófoba que sacudiu as províncias de KwaZulu-Natal e de Gauteng fez pelo menos oito mortos, entre os quais três moçambicanos e forçou milhares de estrangeiros a abandonarem a África do Sul.

A Comissão declarou que o rei concordou em cooperar plenamente no quadro da investigação e que deverá fornecer as suas respostas ao inquérito preliminar a uma data marcada de mútuo acordo.

A Comissão prevê fazer uma "análise preliminar" no quadro da sua investigação sobre Zwelithini, nos meados de Junho próximo. [FM]