Internacional

Conversações sobre crise no Burundi sem acordo

2015-07-16 15:16:18 (UTC+01:00)

O Presidente do Uganda, Yoweri Museveni, que iniciou, esta terça-feira, uma delicada mediação na crise no Burundi, deixou o país sem um acordo, a uma semana das presidenciais.

"O partido no poder no Burundi e as forças da oposição e a sociedade civil concordaram em negociar expedita e intensamente (...) de modo a alcançar um acordo", afirmou Museveni, à saída de Bujumbura, instando ainda os burundienses a pôr de lado as suas diferenças políticas sectárias passadas.

O ministro da Defesa ugandês, Crispus Kiyonga, assumiu agora os esforços de mediação iniciados por Yoweri Museveni na véspera, na mais recente tentativa de impulsionar as negociações para desbloquear a crise.

Marcada nos últimos dois meses e meio por violência, uma tentativa de golpe de Estado e confrontos entre exército e rebeldes, a crise foi desencadeada pela candidatura do presidente Pierre Nkurunziza a um terceiro mandado, no escrutínio marcado para a próxima terça-feira, dia 21 de julho. [FI]