Internacional

Destroços encontrados em ilha do Índico podem ser do voo MH370

2015-07-30 13:24:55 (UTC+01:00)

O mistério em torno do MH370, o Boeing 777 da Malaysia Airlines que desapareceu em Março do ano passado com 239 pessoas a bordo, pode estar prestes a ser esclarecido.

É muito provável que o destroço, com cerca de 2 metros de comprimento, encontrado na ilha francesa Reunião, no Oceano Índico, seja parte de uma asa do aparelho.

"É quase certo que a parte encontrada da asa do avião pertence ao Boeing 777, segundo o nosso responsável pela investigação", afirmou Abdul Aziz Kaprawi, ministro malaio dos Transportes, citado pela agência Reuters.

O primeiro-ministro da Malásia, Nakib Razak, já informou que os destroços vão ser enviados para as autoridades francesas, em Toulouse, para estas confirmarem se trata (ou não) do voo MH370.

Ao longo de meses foram levadas a cabo amplas operações de busca, lideradas pela Austrália, no Oceano Índico. O avião desapareceu durante a noite, quando sobrevoava o Mar do Sul da China, depois de ter mudado de rota, quando se dirigia de Kuala Lumpur para Pequim.

A ilha Reunião fica situada a 600 quilómetros a leste de Madagáscar, sendo que especialistas oceanográficos consideram que os destroços podem ter sido levados pelo mar ao longo de milhares de quilómetros, desde o local da queda até à ilha. [FM]