Internacional

Estudantes sul-africanos exigem falar com Jacob Zuma

2015-11-10 06:40:15 (UTC+00:00)

Centenas de estudantes da Cidade do Cabo marcharam ontem, até ao Parlamento exindo falar com o Presidente sul-africano, Jacob Zuma, recusando encontrar-se com qualquer outro que não sela o chefe de Estado.

O Ministro das Obras Públicas, Thulas Nxesi, tentou ontem uma abordagem aos estudantes, mas estes o ignoraram.

Nxesi procurou o diálogo com os manifestantes na qualidade de ministro interino do Ensino Superior, cujo titular, Blade Nzimande, “estava indisponível”.

O ministro Nxesi informou aos manifestantes que o Presidente estava fora do país e leu uma resposta ao memorando estudantil da semana passada.

Apesar de vaias e cânticos, Nxesi continuou a leitura da declaração, rodeado pelos guarda-costas e pela polícia.

Ele informou que as exigências dos estudantes tinham sido ouvidas pelas autoridades.

Falando acima de gritos de "Estás a falar para quem, queremos Zuma?", Nxesi disse que o Departamento partilhava das preocupações sobre a educação de qualidade gratuita para os pobres.

Sobre a exigência de um currículo “Afrocêntrico”, o Departamento gostaria de exortar os académicos e desenvolvedores de currículos para ter isso em conta ao desenvolver novos programas.

Indiferentes às expelições do ministro, os estudantes continuaram a exigir que queriam ouvir o Presidente Zuma, mas conformados depois dispersaram-se. [FM]