Internacional

Ex-presidente do Egipto foi condenado à morte

2015-05-17 04:44:23 (UTC+01:00)

O ex-presidente do Egipto, Mohamed Morsi, foi ontem condenado à morte por espionagem, repressão de manifestantes e fuga durante a revolta de 2011.

A revolta culminou com a sua deposição, dois anos mais tarde, por um golpe de estado liderado pelo chefe do exército, al-Sissi.

Cerca de uma centena de outros militantes do partido Irmandadade Muçulmana, entretanto ilegalizado, foram também condenados à pena capital pelos mesmos crimes.

A decisão do juiz Shaaban el-Shami deverá ainda ser aprovada pela suprema autoridade religiosa do Egito, também conhecida como "Muffi". [FM]