Internacional

Exército vai ajudar polícia no combate a gangsters na Cidade do Cabo

2019-07-14 07:29:37 (UTC+01:00)

As autoridades sul-africanas destacaram ontem um batalhão da Força de Defesa Nacional Sul-Africana (SANDF, na sigla em inglês), para ajudar a polícia no combate ao 'gangsterismo' na Cidade do Cabo.

O ministro da Polícia, Bheki Cele, disse no Parlamento que a intervenção das Forças Armadas no combate à criminalidade e 'gangsterismo', na província do Cabo Ocidental, envolvente à Cidade do Cabo, foi aprovada pelo Presidente da República, Cyril Ramaphosa.

Bheki Cele disse também que os militares vão permanecer nas ruas da Cidade do Cabo nos próximos três meses, até à "normalização da situação".

De acordo com o ministro, a criminalidade na província do Cabo Ocidental, envolvente à Cidade Cabo, sede do Parlamento sul-africano, aumentou 6,3% nos últimos 12 meses, até abril, de 3.729 para 3.963 homicídios.

A acção do exército centra-se num conjunto de cerca de 30 áreas residenciais, localmente conhecida por "Cape Flats", desde Belville a Norte, Blue Downs a Leste, Khayalitsha e Mitchelles Plain a Sul, até Guguletu, numa extensão de cerca de 25 quilómetros, onde a pobreza absoluta alimenta a crescente problemática do 'gangsterismo' e criminalidade.

"Uma das razões fundamentais por que os gangs têm o poder que têm em Cape Flats, é porque existe uma vasto mercado de droga", disse Simone Haysom, investigadora da Iniciativa Global contra o Crime Organizado Transnacional, em declarações ao jornal Citizen.