Internacional

Fome ameaça cerca 250 mil crianças no Sudão do Sul

2015-06-19 10:42:16 (UTC+01:00)

O Sudão do Sul, país devastado por uma guerra civil, esta em risco eminente de perder cerca de 250 mil crianças devido a fome.

O alerta foi emitido esta terça-feira pelo coordenador humanitário da ONU naquele país, Toby Lanzer, recentemente expulso pelas autoridades locais.

"Uma em cada três crianças está gravemente subnutrida e 250 mil crianças estão em risco de morrer de fome", afirmou Toby Lanzer.

O coordenador humanitário da ONU foi expulso do país no início deste mês por ter, segundo as autoridades locais, prognosticado o "colapso" do Sudão do Sul, o país mais novo do mundo, que declarou independência a 09 de Julho de 2011, na sequência de um acordo de paz assinado em 2005.

No relatório, o Gabinete de Coordenação dos Assuntos Humanitários das Nações Unidas lançou um apelo aos doadores, afirmando que são necessários cerca de 1,63 mil milhões de dólares para terminar o ano corrente.

O documento também recordou que dois terços dos 12 milhões de habitantes do país precisam de ajuda e que 4,6 milhões estão em risco de perder as fontes de alimentação.

O actual conflito no Sudão do Sul eclodiu em Dezembro de 2013, com combates no seio do exército sul-sudanês, fraturado pela rivalidade política e étnica entre o Presidente Salva Kiir e o antigo vice-presidente Riek Machar. [FI]