Internacional

Forças de segurança egípcias mataram "por engano" 12 pessoas

2015-09-14 12:19:05 (UTC+01:00)

As forças egípcias mataram "por engano" pelo menos 10 turistas de nacionalidade mexicana e dois guias egípcios, ferindo ainda outras dez pessoas, depois de confundirem os veículos em que viajavam com os de terroristas num deserto na zona oeste do país.

O incidente ocorreu este domingo, quando elementos da polícia e do exército alvejaram os carros durante uma perseguição a jihadistas no oeste do país.

Em comunicado, o Ministério do Interior do Egito sustenta que uma patrulha conjunta da polícia e do exército estava a perseguir "elementos terroristas" na região do Deserto Ocidental.

Muito popular entre os turistas, o Deserto Ocidental é também um dos esconderijos de grupos jihadistas, incluindo o braço egípcio do autoproclamado Estado Islâmico.

"As forças conjuntas da polícia e do exército, que perseguiam terroristas em Wahat, no Deserto Ocidental, abriram fogo, por engano, sobre quatro pick-up’s que transportavam turistas. Já foi constituído um grupo de trabalho para apurar as causas e as circunstâncias do incidente, assim como a razão para a presença de um grupo de turistas numa região de acesso proibido", pode ler-se no comunicado do Ministério do Interior. [FM]