Internacional

Golpe de Estado no Zimbabwe?

2017-11-14 16:39:29 (UTC+00:00)

Depois do chefe do Exército do Zimbabwe, general Constantino Chiwenga, ter deplorado, ontem, a demissão do vice-presidente do país, Emmerson Mnangagwa, esta terça-feira o exercito saiu a rua e já circula em algumas cidades.

Hoje, general Constantino Chiwenga é citado em várias plataformas de mídias sociais, alegando que deu ao presidente Robert Mugabe 24 horas para deixar o cargo depois de demitir Mnangagwa. Aparentemente um golpe de estado em curso e, há um clima de medo instalado.

O exército nacional do Zimbabwe movimentou seus tanques dos quartéis para pontos estratégicos, após as declarações do general Chiwenga que estão a ser levadas à sério pela administração de Mugabe.

Enquanto isso, alguns moradores de Harare disseram à News24, jornal sul africano de informação hora a hora, que alguns soldados uniformizados foram desdobrados nas ruas esta terça-feira.

Nenhum comentário oficial está disponível do exército e muito menos do Governo.

No entanto, o secretário da Liga da Juventude de Zanu-PF, Kudzanai Chipanga, disse esta tarde, numa conferencia de imprensa que os jovens de seu partido iriam em "seus milhões" para defender o presidente Robert Mugabe de uma potencial invasão militar dos assuntos do país.

O militante líder da juventude Zanu PF também acusou Chiwenga de trabalhar com o deputado demitido, Emmerson Mnangagwa, na pergunta deste último para liderar o Zimbabwe.[CC]