Internacional

Guiné-Bissau: ONU reúne-se hoje à porta fechada com Trovoada

2015-08-28 13:25:46 (UTC+01:00)

O Conselho de Segurança (CS) da ONU reúne-se hoje à porta fechada com o representante especial para a Guiné-Bissau, Miguel Trovoada, depois daquele responsável informar publicamente à organização sobre a situação no país.

A informação foi confirmada à Lusa por uma fonte do CS, que adiantou ainda que a comunicação de Trovoada acrescenta novos dados sobre o último relatório semestral sobre o país africano, que foi divulgado, antes da demissão do Governo pelo Presidente da República.

No relatório, elaborado pelo Gabinete Integrado das Nações Unidas para a Consolidação da Paz na Guiné-Bissau (UNIOGBIS), o secretário-geral da ONU mostrava-se já "preocupado com as divisões políticas e sociais enraizadas nos partidos políticos e nas instituições do Estado".

"Tais divisões continuam a comprometer a estabilidade duradoura e o desenvolvimento da Guiné-Bissau", refere.

Contra todas as posições dentro e fora do país, o Presidente da República da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, demitiu o Governo a 12 de Agosto corrente e designou como Pimeiro-Ministro, no dia 20, Baciro Djá, vice-presidente do PAIGC.

O PAIGC, que venceu as eleições e tem maioria no Parlamento, acusou Vaz de cometer "um golpe palaciano" e sustenta que não havia razão para demitir o Executivo.

O Parlamento bissau-guineense pediu na segunda-feira que o Supremo Tribunal de Justiça se pronuncie sobre as decisões do Presidente ao mesmo tempo que foi criada uma comissão de inquérito para averiguar a veracidade da alegada corrupção e outras ilegalidades invocadas por Vaz para destituir o Governo. [FM]