Internacional

Igreja Católica burundesa retira apoio às próximas eleições

2015-05-29 05:46:18 (UTC+01:00)

A uma semana das eleições legislativas e quando o país está mergulhado numa grave crise política, a Igreja Católica do Burundi retirou-se do processo eleitoral.

A Igreja Católica burundesa, numa declaração dos bispos ontem, tornada pública, anunciou que retira o seu apoio às próximas eleições.

“Após analisar a forma como as eleições foram organizadas e o modo como o processo está a decorrer”, a Igreja pediu aos sacerdotes integrados nas comissões eleitorais em todo o país que se demitissem, refere-se no comunicado citado pela AFP.

O anúncio é feito um dia depois dos principais partidos da oposição considerarem ser neste momento impossível realizar eleições livres e justas, pelo que decidiram não reconhecer os resultados do escrutínio se este ocorrer.

As eleições legislativas e municipais estão marcadas para 5 de Junho próximo e as presidenciais para 26 do mesmo mês.

Na declaração, lida na rádio católica pelo bispo Gervais Bashimiyubusa, a Igreja refere que “não pode endossar uma eleição repleta de lacunas”.

O bispo disse que as pessoas devem votar, mas salientou que ninguém se deve deslocar às urnas “por ameaça ou intimidação ou porque foi comprado de uma forma ou de outra”.

“Aos olhos de Deus, isso seria ser escravo do mal”, adiantou Bashimiyubusa.

O Burundi vive uma crise política desde o anúncio no final de Abril da candidatura do presidente Pierre Nkurunziza a um terceiro mandato, com manifestações diárias em Bujumbura, severamente reprimidas pela polícia. A violência causou mais de 30 mortos no espaço de um mês.

A Igreja Católica, importante força moral no Burundi, já exprimiu a sua oposição a um terceiro mandato de Nkurunziza.

Segundo um analista local, este novo anúncio da Igreja é um duro golpe para a credibilidade do processo eleitoral. Pelo menos cinco das 17 comissões eleitorais provinciais são dirigidas por padres, que ocupam em várias outras o cargo de vice-presidente. Muitos dirigem igualmente estas comissões ao nível municipal. [FM]