Internacional

Inglaterra recusa extraditar chefe dos espiões do Ruanda

2015-08-11 10:11:36 (UTC+01:00)

Um tribunal inglês rejeitou, ontem, um pedido do governo espanhol para a extradição de Karenzi Karake, chefe dos serviços de espionagem do Ruanda, que é acusado por Espanha de crimes de guerra durante o genocídio ruandês de 1994.

Na raiz da decisão de não extraditar o chefe dos espiões está uma omissão na lei britânica, que prevê a extradição de responsáveis de crimes contra a humanidade mas não se refere a "crimes de guerra", a acusação do Estado espanhol.

A ministra ruandesa da Defesa, Louise Mushikiwabo, já reagiu à decisão e, em declarações à BBC declarou-se "encantada" com o regresso de Karenzi Karake ao país. [FM]