Internacional

Juncker gostaria que Reino Unido "voltasse a entrar no barco" da UE

2017-03-11 05:19:48 (UTC+00:00)

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, disse ontem, esperar que o Reino Unido regresse um dia à União Europeia (UE), apesar de se preparar para formalizar o 'divórcio' que levará dois anos a concluir.

"Não gostei do 'Brexit' porque gostava de estar no mesmo barco que os britânicos e espero que ainda chegue o dia em que voltem a entrar no barco", disse Juncker, no final de uma reunião informal a 27, sem a presença da primeira-ministra britânica, Theresa May.

"A questão do 'Brexit' encoraja os outros (estados-membros) a continuar" considerou ainda o líder do executivo comunitário, salientando que "o 'Brexit' não é o fim".

O Reino Unido deverá invocar este mês o Artigo 50.º do Tratado de Lisboa, que permite a um Estado-membro abandonar a UE, devendo as negociações estar concluídas em dois anos.

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, adiantou já que deverá haver uma cimeira extraordinária, em Abril, para lançar o debate sobre o 'Brexit'.