Internacional

Mahmoud Abbas desvincula-se dos acordos de Oslo

2015-10-02 11:19:47 (UTC+01:00)

O Presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, aproveitou o seu discurso no plenário da Assembleia Geral da ONU na quarta-feira para anunciar que se desvincula dos Acordos de Oslo, assinados em 1993 com Israel.

O líder palestino qualificou de “insustentável” a situação pela qual atravessa o povo palestino por causa das políticas de Israel.

A sua resposta, no entanto, não será o recurso à violência, mas às instâncias jurídicas para conseguir que Telavive assuma as suas responsabilidades como potência ocupante.

Abbas lembrou que os Acordos de Oslo de 1993 estipulavam que os seus termos se aplicariam em cinco anos, culminando com a independência plena da Palestina e o fim da ocupação de Israel.

Mas Israel não só deixou de completar o processo de retirada dos territórios palestinos como intensifica a colonização, lamentou.

Ele considera que Israel está a destruir o próprio fundamento sobre o qual se baseiam os acordos.

“Enquanto eles se recusarem a comprometer-se”, disse, “não nos dão outra opção que não seja insistir que não seremos os únicos comprometidos com a sua implementação (…)”, disse Abbas.

Os Acordos de Oslo, assinados pelo falecido líder palestino Yasser Arafat e pelo assassinado primeiro-ministro israelita Yitzhak Rabin, são a base sobre a qual oscilaram as relações entre Israel e a ANP.

O pacto foi concebido para ser temporário, mas não foi completado e, na ausência de um acordo de paz definitivo, continua a ser a referência entre os dois lados. [FM]