Internacional

Mali: Violência étnica resulta em 20 mortes

2019-11-16 09:24:30 (UTC+00:00)

Pelo menos 20 pessoas morreram no Mali após um ataque a uma povoação da etnia fula no centro do país, região cada vez mais afectada pela violência étnica, anunciou esta sexta-feira o Governo.

De acordo com o executivo maliano, o exército do país encontrou 20 corpos na aldeia de Peh, que terão sido vítimas de um atirador não identificado que envergava as vestes de caçadores tradicionais de uma povoação vizinha, no Burkina Faso.

As forças militares ter-se-ão deslocado até à aldeia após saberem dos relatos que apontavam para o ataque, que terá ocorrido na quarta-feira. O Governo do Mali diz estar a realizar buscas para encontrar os autores do ataque.

As tensões entre fulas e dozos, no centro do país, escalaram há quatro anos, com o conflito a ser maioritariamente impulsionado pela disputa de terras.

De acordo com a Missão Multidimensional Integrada das Nações Unidas para a Estabilização do Mali (MINUSMA), em março, um massacre conduzido por dozos na aldeia de Ogossagou matou "pelo menos 157 membros de uma comunidade fula".

Para a MINUSMA, o massacre de março foi "planeado, organizado e coordenado", e por isso pode ser qualificado como "crime contra a humanidade". Além destes conflitos, aquela região enfrenta, desde 2012, uma forte presença de grupos 'jihadistas'.