Internacional

Manifestante morto a tiro em Bujumbura

2015-05-13 10:39:57 (UTC+01:00)

Um manifestante foi ontem, morto em Bujumbura, onde os opositores a um terceiro mandato do Presidente do Burundi, Pierre Nkurunziza, continuam a manifestar-se.

Hoje, chefes de Estado da Comunidade da África Oriental (EAC, na sigla em Inglês - Burundi, Ruanda, Quénia, Tanzania, Uganda) reúnem-se em Dar-es-Salaam para tentarem encontrar uma saída para a crise.

Ao 17.º dia de contestação, com violência que já causou cerca de 20 mortos, um manifestante foi morto a tiro em confrontos com a Polícia no bairro de Butarere, onde se situa o Aeroporto Internacional de Bujumbura, a uma dezena de quilómetros a norte do centro da cidade.

O corpo da vítima, tapado com um lençol, foi transportado para junto da casa do autarca do bairro por uma centena de manifestantes que exigiam que o responsável organizasse o funeral, mas foram dispersados por polícias.

As manifestações, proibidas pelo poder, iniciaram-se a 26 de Abril último, um dia depois da designação do Presidente Nkurunziza no cargo desde 2005 como candidato às presidenciais de 26 de Junho próximo pelo partido no poder, o CNDD-FDD.

Os opositores consideram o terceiro mandato anti-constitucional, mas o tribunal que trata da aplicação da lei fundamental deu razão ao campo presidencial. [FM]