Internacional

Mubarak condenado a três anos de prisão por corrupção

2015-05-11 14:56:42 (UTC+01:00)

O líder deposto do Egipto, Hosni Mubarak, e dois dos seus filhos foram condenados, este sábado, a três anos de prisão e uma multa, num novo julgamento por acusações de corrupção.

O veredicto incluí 16,3 milhões dólares de coima, bem como a recuperação de 2,7 milhões de dólares desviados durante os 30 aons de regime.

Na verdade, o ex-presidente é teoricamente livre, uma vez que ultrapassou o prazo máximo de prisão preventiva. Mubarak tem estado sob vigilância num hospital militar no Cairo, devido a problemas de saúde.

Apesar da condenação, a decisão judicial causou decepção em alguns setores da sociedade egípcia, que esperavam que o ex-ditador fosse julgado pelas acusações de conspiração e pela morte de manifestantes na revolta de 2011 na Praça Tahrir, no Cairo. [FM]