Internacional

Netanyahu indiciado por corrupção

2019-11-22 07:42:03 (UTC+00:00)

O primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu foi indiciado por acusações de corrupção. A decisão foi anunciada pelo procurador-geral israelita.

As acusações incluem suborno, fraude e quebra de confiança, e aumentam a incerteza sobre o futuro político do país que se dirige para uma terceira eleição em menos de um ano.

Netanyahu é suspeito de ter aceitado ofertas por parte de empresários e de fazer favores para que a imprensa local lhe fosse mais favorável. Em concreto, o primeiro-ministro, assim como a sua mulher Sara e o filho Yaur são suspeitos de terem recebido benefícios e presentes avaliados em centenas de milhares de euros.

O produtor de Hollywood israelita Arnon Milchan é um dos suspeitos de ter feito a oferta, em troca de ajuda em várias questões.

Netanyahu, que tem negado ter feito alguma coisa de errado nos três casos de corrupção de que está acusado, não tem qualquer obrigação de se demitir depois de ser acusado e remete explicações, segundo a Sky News, para um comunicado mais tarde.

Recorde-se que Benjamin Netanyahu é primeiro-ministro desde 2009, mas não conseguiu formar um novo governo, tal como Benny Gantz o líder da oposição na sequência das eleições de 17 de setembro. O político de 70 anos é o líder com mais anos de serviço na história israelita.