Internacional

OMS pode declarar Libéria livre da epidemia do ébola

2015-05-09 10:34:07 (UTC+01:00)

O balanço da epidemia da febre hemorrágica da ébola na África Ocidental ultrapassou a marca de 11 mil mortes, segundo números divulgados na quarta-feira, pela OMS, que, no entanto, pode proclamar, hoje, a Libéria livre da epidemia.

No total, nos três países mais atingidos pela epidemia Libéria, Guiné-Conacri e Serra Leoa 26.593 pessoas foram afectadas pelo vírus. De acordo com o relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), 11.005 morreram em decorrência da febre.

O surto de ébola na África Ocidental, o mais grave desde a identificação do vírus na África Central em 1976, começou em Dezembro de 2013 no sul da Guiné-Conacri antes de chegar à Libéria e Serra Leoa. A OMS declarou tratar-se de uma “emergência de saúde pública global” apenas em Agosto de 2014.

Na Guiné, 2386 pessoas morreram da doença. Serra Leoa registou 3903 mortes, e a Libéria outras 4716. Embora a marca de 11 mil mortos - número claramente subdimensionado, segundo a própria OMS tenha sido alcançada, o fim da epidemia na Libéria pode ser declarado hoje pela organização.

Além disso, Guiné-Conacri e Serra Leoa registaram apenas nove casos novos na semana passada, o nível mais baixo em quase um ano, números “animadores” segundo a OMS, que, no entanto, ainda pede vigilância.

[FM- FOLHA DE MAPUTO]