Internacional

Presidente de transição da RCA denuncia tentativa de golpe

2015-10-02 05:16:06 (UTC+01:00)

A Presidente de transição da República Centro-Africana (RCA), Catherine Samba Panza, qualificou como tentativa de tomada do poder pela força a violência que eclodiu último sábado em Bangui.

Esta constatação foi feita por Panza num discurso transmitido pela rádio nacional na quarta-feira, pouco depois do seu regresso à capital.

“Trata-se nada menos do que uma tentativa de tomada do poder pela força”, afirmou Samba Panza, sem dar mais detalhes sobre os autores de tal tentativa, que precipitou o seu regresso de Nova Iorque, onde participava da 70.ª Sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas.

Após a violência que fez pelo menos 36 mortos e 30 mil deslocados, a cidade, que está sob o recolher obrigatório desde a noite de quarta-feira, mantém-se calma, segundo habitantes contactados ontem pela AFP.

No seu discurso a Presidente também denunciou uma manipulação orquestrada de parte da população para encorajá-la a revoltar-se, ressurgindo assim os conflitos inter-religiosos como pano de fundo.

A revolta da população, segundo a líder da transição, teria como alvo as forças internacionais e alguns países amigos.

Os manifestantes que erguem barricadas exigiam, nomeadamente, a demissão de Samba Panza e a saída dos Capacetes Azuis e dos soldados franceses da operação Sangaris implantados no país para o estabilizar, após massacres intercomunais de final de 2013 e início de 2014.

A Presidente mostrou-se, mais uma vez, favorável ao “desarmamento indiscriminado” de todos os grupos armados que abundam no país, numa altura em que as eleições presidenciais e legislativas marcadas para este mês serão novamente adiadas. [FM]