Internacional

Presidente do Burundi acossado por uma revolta popular adia eleições

2015-05-21 08:17:55 (UTC+01:00)

No Burundi, o Presidente Pierre Nkurunziza, acossado por uma revolta popular contra a sua intenção de disputar um terceiro mandato, assinou ontem, um decreto adiando em pouco mais de uma semana as eleições legislativas e locais.

As eleições legislativas e municipais burundesas previstas para 26 deste mês foram adiadas para 05 de Junho próximo, refere o decreto de Nkurunziza.

O documento não faz nenhuma menção a semanas de agitação na capital ou à fracassada tentativa de golpe da semana passada, e o porta-voz do Presidente disse à agência de notícias Reuters que o Chefe de Estado tomou a decisão de adiar os escrutínios depois de pedidos de políticos da oposição e da comunidade internacional. A data da eleição mais controversa, a presidencial, marcada para 26 de Junho próximo, mantém-se inalterada.

É improvável que o adiamento das legislativas e municipais apazigue os manifestantes, que dizem que a intenção de Nkurunziza, no poder desde 2005, disputar uma terceira incumbência viola o limite de dois mandatos estabelecido pela Constituição e os termos do acordo de paz que pôs fim à guerra civil no país (1993-2006). [FM]