Internacional

Presidente do Sudão do Sul amnistia seu principal rival

2018-08-09 12:42:17 (UTC+01:00)

O Presidente do Sudão do Sul, Salva Kiir, assinou um decreto que amnistiou os rebeldes no país, incluindo o seu grande rival, Riek Machar, anunciou hoje a rádio estatal sul-sudanesa.

"O Presidente Salva Kiir assinou um decreto presidencial (...) amnistiando Riek Machar e outros grupos que pegaram em armas contra o Governo desde 2013. Este decreto entrou em vigor a partir de 08 de Agosto de 2018", indicou o texto lido hoje pela manhã na rádio estatal Juba.

Salva Kiir também renovou o pedido para que as suas tropas respeitem o cessar-fogo assinado em Junho com Machar.

O anúncio aconteceu alguns dias após a assinatura em Cartum de um acordo sobre a partilha do poder entre o Governo e os rebeldes, que deve, em especial, permitir que Riek Machar recupere a sua posição como vice-Presidente.

O Sudão do Sul entrou em guerra civil no final de 2013, quando Salva Kiir acusou o ex-vice-Presidente Riek Machar de fomentar um golpe. O conflito neste país, que se tornou independente do vizinho Sudão em 2011, deixou dezenas de milhares de mortos e milhões de deslocados.

As negociações, sob os auspícios da organização regional Autoridade Intergovernamental para o Desenvolvimento (IGAD - sigla em inglês), continuarão até a assinatura de um acordo de paz definitivo.

Um acordo de paz global foi assinado em Agosto 2015, mas tornou-se obsoleto depois dos violentos confrontos em Juba, em Julho de 2016, entre as forças governamentais e os rebeldes após Riek Machar partir para o exílio.