Internacional

PSD/CDS obteve 38,6% dos votos nas lesgislativas em Portugal

2015-10-05 05:49:22 (UTC+01:00)

A coligação PSD/CDS, liderada por Pedro Passos Coelho, venceu as legislativas deste domingo em Portugal com 38,57 por cento dos votos, mais 6,19 pontos percentuais do que o Partido Socialista (PS), que alcançou 32,38 por cento.

MAPUTO - De com os mesmos resultados, a coligação Portugal à Frente (PàF) já assegurou 102 deputados, ficando assim longe da maioria absoluta. Já os socialistas garantiram 83 lugares no Parlamento. No total, faltam ainda atribuir nove mandatos.

O Bloco de Esquerda (BE), um partido da extrema esquerda, conquista o melhor resultado da sua história, com 10,21 por cento dos votos e 19 deputados - mais do dobro do que conseguiu em 2011, quando a bancada parlamentar se ficou pelos oito deputados.

A Coligação Democrática Unitária (CDU), que junta Partido Comunista Português e PEV (Partido Ecologista 'Os Verdes'), liderada por Jerónimo de Sousa, passa a quarta força política, obtendo, para já, 8,25 por cento dos votos e 16 deputados, o mesmo que há quatro anos.

O PAN (Pessoas - Animais - Natureza) revelou-se o maior entre os pequenos partidos, conquistando 1,39 por cento dos votos e elegendo um deputado por Lisboa.

Entre os pequenos, segue-se o PDR de Marinho e Pinto, com 1,13 por cento, e o PCTP/MRPP com 1,11 por cento. O Livre/Tempo de Avançar, de

Rui Tavares, não foi além de 0,72 por cento dos votos, segundo escreve o 'Expresso' online.

A abstenção nestas eleições ficou nos 43,07 por cento, uma taxa mais elevada do que nas passadas eleições para a Assembleia da República, em 2011, quando 41,97 por cento dos eleitores inscritos não foram votar. Ao contrário do que se chegou a estimar no início da contagem dos votos neste domingo, esta taxa representa um novo aumento, sendo a maior desde as primeiras eleições constituintes em 1975.[OD]