Internacional

Putin diz que presidente sírio está pronto para partilha do poder

2015-09-05 06:09:26 (UTC+01:00)

O Presidente russo, Vladimir Putin, disse ontem, que o seu homólogo sírio, Bashar al-Assad, está pronto para realizar eleições parlamentares antecipadas e poderia dividir o poder com uma oposição “saudável”.

A Rússia e o Irão têm sido os principais aliados internacionais de al-Assad na guerra que se desencadeou na Síria há quatro anos e meio e já causou cerca de 250 mil mortes.

O Governo russo deixou claro que não quer ver Assad derrubado, por isso aproveitou os avanços feitos pelo Estado Islâmico (EI) no Iraque e Síria para incitar os seus rivais estrangeiros, incluindo os Estados Unidos e a Arábia Saudita, a trabalhar com o Governo sírio para combater o inimigo comum.

“Nós realmente queremos criar algum tipo de coligação internacional para lutar contra o terrorismo e o extremismo”, declarou Putin a jornalistas à margem do Fórum Económico do Leste, em Vladivostok, dizendo ter conversado com o Presidente dos EUA, Barack Obama, sobre o assunto.

“Também estamos a trabalhar com nossos parceiros na Síria. Em geral, o entendimento é que esta união de esforços na luta contra o terrorismo deve ocorrer em paralelo com algum processo político na própria Síria”, disse Putin, segundo a Reuters.

“E o Presidente sírio concorda com isso, todo o longo caminho até à realização de eleições antecipadas, digamos, parlamentares, estabelecendo contactos com a chamada oposição saudável, trazendo-a para governar”, disse ele.

Moscovo quer que a coligação liderada pelos EUA nos ataques aéreos contra as posições do EI coordene esforços com os Exércitos da Síria e do Iraque e grupos rebeldes moderados anti-Assad, bem como forças curdas.

Inimigos de Assad recusam-se a cooperar com Damasco, temendo que isso ajude a legitimar o seu Governo na Síria, onde os Estados ocidentais e as monarquias do Golfo Pérsico dizem que ele é parte do problema, não a solução, e por isso tem de deixar o cargo. [FM]