Internacional

Reunião de Salva Kiir e Machar sem resultados positivos

2015-06-30 04:57:35 (UTC+01:00)

O Presidente sul-sudanês, Salva Kiir, e o chefe da rebelião, Riek Machar, encontraram-se no fim-de-semana no Quénia, mas a reunião na teve resultados positivos.

Segundo anunciou a presidência queniana, o Presidente Kiir e o seu antigo vice-presidente Machar, que se tornou chefe da rebelião, estiveram sábado e domingo reunidos em Nairobi numa nova tentativa do Presidente queniano, Uhuru Kenyatta, para um acordo de paz, após um precedente de rondas de negociações infrutíferas na Etiópia e na Tanzânia.

“Os meus dois irmãos encontraram-se frente-a-frente durante cinco horas”, o que permitiu “estabelecer a confiança” entre os dois e de identificar os problemas importantes, disse o Chefe do Estado queniano, num comunicado que a AFP teve acesso.

Mas no final os encontros “não permitiram chegar a nenhum resultado tangível”, segundo o porta-voz rebelde, Mabior Garang.

Pelo menos sete cessar-fogos foram assinados e rapidamente violados, durante os ciclos sucessivos de negociações que foram manchadas pelos dois campos ameaçados de sanções pelas Nações Unidas.

Mesmo quando Kiir e Machar discutiam em Nairobi no fim-de-semana, os combates assolavam uma capital regional estratégica do Sudão do Sul.

A cidade de Malakal, capital em ruína do Estado petrolífero do Alto Nilo, está sob controlo total do general Johnson Olony, um chefe da milícia pró-governamental que passou recentemente à rebelião, segundo um comunicado deste último. O Exército desmentiu essas informações.

Johnson Olony é acusado pelas Nações Unidas de ter raptado centenas de crianças sul-sudanesas para lhes tornar combatentes. [FM]