Internacional

RSA: pastor que fazia fiéis comer cobras e cabelo em fuga

2015-08-11 13:00:45 (UTC+01:00)

A polícia sul-africana está a investigar um ataque incendiário, esta segunda-feira, à sede da seita Ministério dos Discípulos dos Fins dos Tempos, que reduziu a cinzas o edifício religioso, sem, contudo, causar feridos, noticia a BBC.

O partido comunista Lutadores da Liberdade Económica (EFF), que reivindicou o ataque, explicou que queria obrigar o pastor Penuel Mnguni, o líder da seita, a "ser exemplo da sua própria teoria".

O polémico pastor, que fazia os seus seguidores comer cobras e ratazanas vivas, tornou-se alvo das atenções nacionais sul-africanas na sequência de fotografias divulgadas pela própria seita, que mostram estudantes universitárias a ser atacadas por membros da seita, que tentam comer o seu cabelo.

De acordo com a informação avançada pela BBC, Penuel Mnguni escapou ileso ao ataque dos comunistas e está em parte incerta. [FM]