Internacional

Secretário-geral da ONU condena ataque a hospital na RDC

2019-04-21 06:28:22 (UTC+01:00)

O secretário-geral da ONU condenou este sábado um ataque a um hospital da República Democrática do Congo (RDCongo), que causou a morte de um dos atacantes.

O ataque ao hospital perto de Katwa, no nordeste da RDCongo, região afectada pela epidemia de Ébola, ocorreu às 03h40 (04h40 em Maputo), perpetrado pela milícia 'Mai Mai'.

As forças armadas e a polícia capturaram quatro dos atacantes ao hospital, que realiza a triagem de casos suspeitos de contágio do vírus Ébola.

O porta-voz de António Guterres referiu que o secretário-geral da ONU apelou às "autoridades congolesas para não pouparem qualquer esforço para identificar e levar à Justiça os autores do ataque".

Na sexta-feira, um médico da Organização Mundial de Saúde foi morto num ataque de outro grupo armado contra um hospital de Butembo, onde também se tratam pessoas com vírus Ébola.

Os dados do Ministério da Saúde da RDCongo até quinta-feira indicam que morreram 855 pessoas desde 01 de agosto de 2018, data da declaração da epidemia no país africano.

O número acumulado de casos de contágio está agora em 1.317, 1.251 confirmados laboratorialmente e 66 prováveis. Um total de 383 pessoas foram dadas como curadas.