Internacional

Soldados da UA acusados de massacre na Somália

2015-07-22 06:33:37 (UTC+01:00)

Pelo menos 24 pessoas morram e outras 22 ficaram feridas, ontem, quando soldados da União Africana abriram fogo contra civis, em Marka, no sul da Somália.

De acordo com a Al Jazeera, os soldados da União Africana abriram fogo contra crianças num campo de futebol matando nove pessoas e ferindo outras oito.

De seguida, os mesmos soldados entraram dentro de casas, executaram outras dezassete, feriram mais catorze e violaram duas mulheres.

Por seu turno, a Missão da União Africana na Somália (AMISOM) negou, em comunicado, o massacre de civis e alegam que os soldados se envolveram num tiroteio com a organização terrorista al-Shabab. [FM]