Internacional

TAP manda aviões que cheiram mal para rotas Maputo e Luanda

2019-08-19 09:33:38 (UTC+01:00)

Os polémicos A330neo, que têm sido alvo de queixas devido a episódios de enjoos e maus cheiros, irão reforçar as rotas para Luanda e Maputo.

Em comunicado enviado nesta terça-feira, a TAP revelou que, “devido às incertezas de procura por parte dos clientes, associada ao ‘Brexit’, e pelos resultados abaixo do esperado nesse mesmo mercado, a TAP decide suspender a operação no aeroporto de London City”. Uma medida integrada no plano estratégico para 2020 que será compensada “parcialmente com o aumento da capacidade dos aviões à partida de Lisboa e do Porto para os restantes aeroportos londrinos, nos períodos de maior procura”.

Um dos pilares da operação da TAP é o mercado dos EUA e, neste caso, a companhia mantém a aposta: “quatro voos diários para Nova Iorque”, duplicando as frequências diárias entre Lisboa e Nova Iorque (JFK), “além do voo Lisboa-Newark (EWR) e do Porto-Newark (EWR) que passa a ser diário”. Já “Miami receberá dez voos por semana, em vez dos actuais sete. Também as novas rotas de Washington D.C. e Chicago passarão a contar com voos diários”.

No Brasil, as frequências serão aumentadas para as cidades de Natal e de Belém, “crescendo de três para cinco voos por semana para cada um dos destinos”.

Espanha reforçada

Para 2020, a TAP comunicou que irá criar uma nova frequência diária face ao Verão deste ano na ponte aérea Lisboa-Porto. Para além disso, no Porto, suspende os voos Porto-Barcelona e Porto-Lyon, devido “à ampla oferta da concorrência”, e anuncia uma ponte aérea entre Porto e Madrid, “que contará com seis frequências diárias, mais que o dobro da oferta actual”. Do Porto, vai ainda reforçar as ligações ao Funchal, Newark e São Paulo.

A partir de Lisboa, a companhia aérea liderada por Antonoaldo Neves e David Neeleman desinveste no centro da Europa, abandonando Estugarda, Colónia e Basileia, para reforçar as ligações a Espanha, criando igualmente uma ponte aérea entre Lisboa a Madrid, lançando uma nova rota para Santiago de Compostela e reforçando “outras ligações a Espanha, acrescentando voos diários entre Lisboa e as cidades de Barcelona (seis para sete diários), Bilbau, Valência e Málaga, todos de dois para três diários, e Sevilha (de três para quatro voos diários)”.

Noutros destinos, Casablanca contará com “uma frequência diária à saída de Lisboa, melhorando assim a conectividade com a rede intercontinental da TAP”. Por outro lado, a rota de Telavive terá agora dois voos diários, “em vez de apenas um, e ambos com o moderno A321 Long Range, permitindo assim melhor conectividade de Israel com os Estados Unidos e Brasil”.






Fonte:Jornal Publico