Internacional

"Turquia não é um campo de concentração" Davutoglu

2015-10-19 14:35:45 (UTC+01:00)

O primeiro-ministro turco, o islâmico-conservador Ahmet Davutoglu, afirmou hoje que a Turquia rejeita acolher de forma permanente os migrantes que a União Europeia (UE) não quer, frisando que aquele país "não é um campo de concentração".

MAPUTO- "Não podemos aceitar um acordo como: 'Dê-nos o dinheiro e eles podem ficar na Turquia'. A Turquia não é um campo de concentração", disse Davutoglu, durante uma entrevista ao canal de televisão A Heber, após uma visita da chanceler alemã, Angela Merkel, à Turquia


" Ninguém deve esperar que a Turquia se transforme num campo de concentração, onde irão ficar todos os refugiados", reforçou o chefe do Governo turco.

Segundo a nossa fonte, Notícias ao Minuto, Ahmet Davutoglu concordou que "a imigração ilegal deve ser devidamente mantida sob controlo e, portanto, serão estabelecidos mecanismos conjuntos" para conter o fluxo sem precedentes de sírios e de outros migrantes que fogem de conflitos, perseguições e da pobreza.

A Turquia é o principal ponto de partida de vários milhares de migrantes que pretendem entrar na Europa. A maioria tenta fazer a travessia marítima, curta mas perigosa, até às ilhas gregas, mas também existem alguns que se aventuram por trajetos terrestres. [RM]