Internacional

Voo da Ethiopian Airlines: Ahmed escapou à tragédia por causa de um atraso

2019-03-11 08:48:07 (UTC+00:00)

Ahmed Khalid perdeu o voo da Ethiopian Airlines, este domingo, e acabou por se tornar na única pessoa a sobreviver à tragédia que tirou a vida a 157 pessoas.

Saído do Dubai, Khalid deveria ter apanhado o avião de ligação a Nairóbi em Adis Abeba, mas o seu voo atrasou-se e acabou por só seguir na ligação seguinte. O atraso salvou-lhe a vida. O Boeing 737-8 MAX, que partiu da capital etíope, acabou por se despenhar às 8h44 (horas locais), cerca de seis minutos após a descolagem.

“Toda a gente estava a perguntar o que se passava mas ninguém dizia nada”, indicou Ahmed Khalid, já em Nairóbi, onde foi recebido pelo pai, Khalid Bzambur, conforme pode ver na imagem acima. “Andavam para trás e para a frente até um dos passageiros ver no telemóvel que o primeiro avião que tinha saído, cerca de seis minutos depois de sair, tinha-se despenhado”, indicou.

O aparelho caiu numa zona chamada Hejeri, perto da cidade de Bishoftu, a cerca de 42 quilómetros a sudeste da capital da Etiópia e onde fica a sede da maior base da Força Aérea etíope. As causas do acidente ainda não são conhecidas.