Internacional

Zuma manda investigar impacto das novas medidas de vistos

2015-08-12 11:25:46 (UTC+01:00)

Depois de meio mundo reclamar das novas medidas impostas pelo Governo Sul-Africano para a entrada de estrangeiros na vizinha RSA.

Nomeadamente a entrada de menores mesmo que acompanhados por um dos pais e um rol de burocracia interminável que em países onde a corrupção abunda só promovem mais corrupção e esquemas, eis que o Presidente Jacob Zuma mandou instaurar um processo de investigação sobre “...consequencias eventualmente não intencionais das novas Leis e os seus impactos na nossa economia”.

O comité interministerial que irá estudar os novos Regulamentos de Imigração será presidido pelo nosso conhecido Vice Presidente da República Cyril Ramaphosa e terá ainda na comissão o Ministro do Interior, Turismo, Indústria e Comércio, Desenvolvimento Social e Desenvolvimento do Pequeno Negócio.

A verdade é que desde que as novas medidas foram impostas a Associção dos Empresários da África do Sul não para de reclamar e já há quem avance perdas de cerca de 40% de influxo de turistas no país o que no caso da África do Sul representa um rombo significativo não só em termos do produto interno mas igualmente do influxo de divisas no país, o que faz com que a desvalorização galopante do Rand não pare.

No entanto, esta mesma desvalorização poderá ao mesmo tempo incentivar alguns dos turistas dos países vizinhos a se deslocarem para fazer compras, nomeadamente Moçambicanos a Komatipoort ou a Nelspruit.

A verdade é que através do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Moçambique cedo protestou contra as medidas e mostrou o seu desacordo perante as entidades Sul-Africanas, embora o seu posicionamento público tenha sido sempre de respeito pelas “decisões soberanas da África do Sul” – parece que Balói estava certo na sua estratégia e este é agora o reconhecimento daquilo que todo o mundo já achava – as novas medidas já bastante debatidas foram um autentico disparate – político, económico e mesmo ao nível da cooperação.