Nacional

"A população de Marínguè mostrou que quer a paz" Helena Taipo

2015-06-21 06:31:19 (UTC+01:00)

A Governadora da província de Sofala, Helena Taipo, reitera a necessidade de intensificação de esforços para a manutenção da paz e unidade nacional, por serem elementos indispensáveis para o desenvolvimento.

MAPUTO- Taipo, que falava sexta-feira última num comício havido no distrito de Marínguè, província de Sofala, recordou que a região foi uma das mais afectadas pela tensão político-militar, em que o Governo e a Renamo, maior partido da oposição em Moçambique, se confrontaram.

"A recepção da tocha da chama aqui em Marínguè acabou com as incertezas que pairavam nalgumas pessoas, que diziam que a chama da unidade não passaria pelo distrito de Marínguè. A população de Marínguè mostrou que quer a paz, a unidade nacional e o progresso", disse Taipo, lembrando que a crise político-militar deslocou de várias famílias naquele distrito.

A população daquele distrito, por seu turno, solicitou ao Governo a continuar a dialogar com a Renamo para alcançar consensos, a fim de se ultrapassar os diferendos que separam as partes, que podem descambar num conflito desnecessário.

A população de Marínguè manifestou ainda a vontade de ver instalada, naquele distrito, uma agência bancária, uma escola de formação técnico-profissional, mais fontes de abastecimento de água potável, assim como espera que o Governo disponibilize uma ambulância e um tractor para dinamizar as actividades agrícolas.

Em resposta as inquietações, a governante garantiu que “todos os distritos da província de Sofala terão, ainda este ano, bancos para ajudar a população, adiantado que "as vossas preocupações são de desenvolvimento e não de guerra. Por isso, neste mandato, o Governo vai fazer tudo por tudo para melhorar as condições de vida da população". [FM]