Nacional

Abdurremane de Almeida defende promoção de educação cívica para acabar com linchamentos

2015-08-14 08:16:40 (UTC+01:00)

Abdurremane de Almeida, Ministro da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos, defende a necessidade de educação cívica dos cidadãos em matérias de justiça, visando colmatar o elevado índice de justiça pelas próprias mãos.

MAPUTO-O governante falava quarta-feira, na vila municipal da Namaacha, província de Maputo, na abertura do I Conselho Coordenador do ministério, que termina hoje e decorreu sob o lema “Perspectivando a Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos”.

De acordo com o “Notícias”, almeja-se que a justiça seja célere, aberta e cada vez mais próxima ao cidadão, porém, constata-se que, em alguns casos, os cidadãos optam pela justiça pelas próprias mãos, numa clara demonstração de desconfiança ao sistema nacional de justiça.

“Temos conhecimento desta realidade, triste, mas, o que podemos assegurar é que o Governo, juntamente com a própria sociedade civil, devem enveredar pela formação, educação cívica dos cidadãos, mostrando que não é fazendo a justiça pelas próprias mãos que esta será alcançada mais rápido”, sublinhou o ministro.

Com esta medida, acredita-se que os cidadãos reduzirão os índices de justiça pelas próprias mãos, à medida que serão informados que, se fizerem uma queixa contra um fulano e este não for levado à cadeia, não significa que não foi aplicada. [FI]