Nacional

Apreendidas nove pontas de marfim em Cabo Delgado

2015-10-19 09:25:28 (UTC+01:00)

Dois indivíduos estão detidos pela Polícia da República de Moçambique (PRM) e nove pontas de marfim apreendidas, por se presumir serem produto da caça furtiva, na província de Cabo Delgado, no norte do país.

MAPUTO - Citada este sábado pela STV, a Porta-voz da PRM, em Cabo Delgado, Malva Brito, explicou que as pontas foram apreendidas no bairro Josina Machel, quando os dois suspeitos tentavam comercializá-las.

“Perante este caso, gostaríamos de agradecer a população pelo nível de confiança, ao denunciar a existência deste material”, disse Brito à imprensa, na sexta-feira, garantindo que se trata do primeiro caso de detenção envolvendo pontas de marfim este ano.

Presume-se que as pontas sejam provenientes do distrito de Marrupa, na província do Niassa.

Um dos cidadãos detidos, identificado pelo nome de Ali Saíde, confessou o seu envolvimento e revela ter adquirido as nove pontas de marfim ao preço de 160 mil meticais (um dólar equivale a cerca de 3.700 dólares ao câmbio corrente).

Em Julho do ao em curso, as autoridades moçambicanas incineraram, em Maputo, mais de duas toneladas de dentes de marfim e cornos de rinoceronte apreendidas em diferentes ocasiões em todo o país.

Na altura o Ministro da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural, Celso Coreia, considerou a incineração daqueles cornos e marfim como uma demonstração à sociedade e ao mundo da determinação e do compromisso do Governo no combate à combate a caça furtiva.[OD]