Nacional

Caça ao tubarão “terrorista” continua em Inhambane

2015-11-08 03:25:16 (UTC+00:00)

A caça ao tubarão que nas últimas semanas vem criando um ambiente de terror na baia de Inhambane, onde uma pessoa foi morta e outras duas sofreram amputação dos seus membros superiores, ainda continua.

MAPUTO - Na última sexta-feira, foi capturando um tubarão com cerca de 200 quilogramas naquela baia, só que este pertence a uma espécie considerada inofensiva e em risco de extinção.

O Administrador marítimo de Inhambane, Américo Sitoe, citado pela Rádio Moçambique, afirmou que esforços vão continuar a ser empreendidos no sentido de devolver o sossego aos homens que diariamente se fazem ao mar.

Esta semana, a imprensa nacional reportou a captura de dois filhotes de tubarão-touro.

Estes dois tubarões teriam sido encontrados mortos numa isca colocada pelos pescadores, na região de Muelé, próximo à zona onde ocorreu o ataque que matou uma pescadora moçambicana, segundo o jornal O País.

A caça aos tubarões em Inhambane, que iniciou depois de sucessivos ataques aos pescadores, envolvendo 60 homens, autoridades locais e biólogos, vai custar ao Estado perto de 90 mil meticais. [OD]