Nacional

Centena de moçambicanos refugiados no Malawi

2015-07-29 13:31:01 (UTC+01:00)

Na sequência de confrontos entre homens armados da Renamo e Forças de Defesa e Segurança (FDS), uma centena de moçambicanos refugiou-se no Malawi, no início deste mês.

MAPUTO - Segundo noticiou a Rádio Moçambique (RM), trata-se de moçambicanos provenientes de Nkondedzi, posto administrativo do Zóbwe, distrito de Moatize, província de Tete, onde há relatos sobre a movimentação de homens armados da Renamo e as FDS.

Os confrontos acabaram criando terror e resultaram ainda na destruição de casas e de celeiros bem como de outros meios de subsistência das populações.

O Cônsul de Moçambique em Blantyre, Bernardo Lidimba, confirmou a presença de moçambicanos no Malawi, entre os quais homens, mulheres e crianças, acampados no regulado de Kasusa, no distrito malawiano de Mwanza.

Devido a precariedade das condições no Malawi, as autoridades consulares consideram que o ideal era os moçambicanos terem tentado procurar refúgio em zonas mais seguras em Moçambique, em vez de optar pelo território malawiano.

Devido a crise económica, Malawi não está em condições de oferecer apoio humanitário.

Numa visita ao regulado de Kasusa, a Rádio Moçambique constatou que os moçambicanos vivem em condições difíceis havendo receio do surgimento de várias doenças.

O grande problema é abrigo, alimentação e vestuário. Todos os moçambicanos estão desde o início do mês com a mesma roupa com que fugiram para o Malawi.

O drama humanitário é tal que alguns moçambicanos, incluindo crianças, passam a noite ao relento enquanto vão procurando meios para a construção de pequenas cabanas.

O regulado de Kasusa onde estão os moçambicanos é uma zona montanhosa de difícil acesso e onde faz muito frio.


Ana Maria António, uma das moçambicanas que fugiu para Kasusa:

Em Kasusa abordamos igualmente o moçambicano Niquissone Miquissene:”Ouvimos disparos e então fugimos para o mato. Mais tarde vimos as nossas casas e celeiros queimados e então fugimos para cá no Malawi”. [OD]