Nacional

Centro de trânsito para vítimas da xenofobia disactivado em Zavala

2015-05-07 13:22:49 (UTC+01:00)

As autoridades moçambicanas desactivaram na quarta-feira última, no distrito de Zavala, província meridional de Inhambane, o centro de trânsito de cidadãos regressados da África do Sul fugindo da violência xenófoba naquele país vizinho.

INHAMBANE - Citada na edição de hoje do jornal “Noticias, a delegada provincial do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades Naturais (INGC), que coordena o Comité local Operativo de Emergência, Bearina Trapece, explica que o Governo provincial decidiu encerrar o posto de trânsito, porque o último grupo de moçambicanos que usou o centro foi há cerca de uma semana.

Trapece informou que no período compreendido entre 18 a 26 de Abril deram entrada em Inhambane 744 cidadãos dos quais 474 de sexo masculino, 164 mulheres, 82 crianças das quais 40 rapazes e 42 meninas além de outros 23 cidadãos que não foram registados naquele posto.

A coordenadora do Comité Operativo de Emergência informou que dados estatísticos dos regressados a Inhambane fugidos da violência na terra do rand indicam que a maioria era proveniente do distrito de Zavala com 319, seguido pelo distrito de Massinga (172) e Inharrime (120).

Dados apurados no posto de trânsito, já encerrado, indicam que a maioria dos cidadãos que passou da triagem no centro de Zandamela tinha entrado no território sul-africano pela primeira vez este ano em busca de emprego.

[OD-WWW.FOLHADEMAPUTO.CO.MZ]