Nacional

Chipande diz que criação da EMATUM é uma questão de libertação económica

2015-07-10 06:05:06 (UTC+01:00)

Alberto Chipande disse, que a criação da EMATUM é uma questão de libertação económica do país, argumentando que o Governo deve investir na protecção das fronteiras terrestres e marítimas para salvaguardar os recursos naturais.

MAPUTO- Segundo a Rádio Moçambique, Chipande falava em Maputo a propósito do debate público sobre a sustentabilidade da dívida contraída pelo Estado para a criação da Empresa Moçambicana de Atum (EMATUM).

O general disse que o debate sobre a EMATUM deve ter em conta, além da dimensão económico-financeira, a defesa e segurança, bem como a político-estratégica.

Segundo Chipande, a costa moçambicana possui várias ilhas e algumas delas são invadidas por estrangeiros, sendo por isso necessário protegê-las.

Alberto Chipande explicou que a dívida que o país contraiu na França é sustentável para os interesses definidos pelo Estado.

A EMATUM foi concebida com o objectivo de garantir a segurança alimentar através da pesca do atum, criar receitas para o Estado, emprego, assegurar a defesa da integridade territorial e a soberania nacional.